BH: Est! Est!! Est!!! Autentica Cucina Italiana

No último final de semana, recebemos uma visita muito especial em BH e, para fazer aquela média, decidimos levá-la para jantar em um bom restaurante, mas que não fosse muito caro (o que tem ficado cada vez mais raro por essas bandas). Escolhemos o  Est! Est!! Est!!! porque as massas têm uma boa faixa de preço, a maioria entre 23 e 36 reais.

A principal característica do Est!, segundo eles mesmos, é fazer uma comida tipicamente italiana – e não abrasileirada, como estamos mais acostumados -, com receitas o mais próximas possível das originais. Por isso, alguns clientes podem estranhar o tempero (ou sua falta), mas eles são suficientemente compreensivos nesse aspecto, deixando moinhos de sal e pimenta do reino na mesa, para que cada um possa ajustar o tempero ao seu gosto, caso julgue necessário. Além disso, o ponto da massa é, em regra, mais al dente, mas voltamos a esse assunto depois.

Já tínhamos ido lá outras vezes, mas fazia muito tempo que não voltávamos. Apesar do jantar agradável, a primeira lição que fica é que a falta de regularidade da casa faz com que ela seja uma escolha um tanto quanto arriscada para uma ocasião mais especial.

O atendimento foi bem irregular: em alguns momentos, muito atencioso; mas, em outros, bastante relapso.

Vale dizer que há um menu sazonal, que, de tempos em tempos, homenageia alguma região italiana. No entanto, não o experimentamos em nenhuma ocasião.

Imagem

O casarão possui vários ambientes, correspondentes aos antigos cômodos em que viviam os familiares dos sócios. Mesmo tendo reservado com antecedência, fomos alocados na área externa, perto da entrada, uma localização não muito boa…

A decoração é simples, mas cheia de pequenos detalhes (e alguns não tão pequenos assim, como a banheira com plantas e rolhas de vinho no banheiro feminino) que nos remetem à temática italiana. O conjunto resulta em um ambiente charmoso e aconchegante, especialmente na parte interna, mas fugindo do batido estilo “Cantina da Nonna”.

Imagem

Finalmente pudemos comprovar que o Est! serve uma garrafa de água de graça para todos os clientes. Nas outras ocasiões em que estivemos por lá, não recebemos essa cortesia. Dessa vez, assim que sentamos na mesa, recebemos essa garrafa roxa, e reparamos que todas as mesas à nossa volta também tinham uma garrafa. Ponto para a casa, que agrada os clientes em cheio com esse pequeno mimo.

A carta de vinhos é vasta e, para não fugirem à temática, todos são italianos. Para beber, escolhemos uma garrafa do vinho Santa Cristina (R$115,00), da região da Toscana. Vocês já sabem que nosso forte não é vinho, mas achamos esse bem gostoso.

Apesar de não termos pedido cerveja, vimos que o Est! não fica só no tradicional combo belorizontino Stella e Heineken, e apresenta algumas opções de outros estilos. Para aqueles que desejam um jantar italianíssimo, podem pedir uma Birra Moretti ou outras cervejas italianas.

Imagem

Couvert: pão artesanal italiano, molho de pimentões e anchovas, patê de azeitonas pretas, manteiga aromatizada (R$4,00 por pessoa)

Embora a quantidade de pães tenha sido suficiente para três pessoas, os acompanhamentos poderiam vir em maior volume. Vamos combinar, né… racionar os molhos do couvert é sacanagem. O patê de azeitonas pretas estava delicioso, assim como os pimentões. Perto deles, a manteiga ficou sem graça e esquecida, mas não era ruim. Além disso, os pães não são servidos aquecidos, um detalhe que sentimos falta e que faz a diferença.

Imagem

Rigatoni ai Quattro Formaggi: rigatoni com molho de quatro queijos italianos (R$34,00)

A foto ruim faz jus à decepção com essa massa. Não é que as expectativas fossem altas e o prato não estava à altura, e sim que, de fato, é uma opção fraca. O cardápio não esclarece quais são os tais quatro queijos, e eu estou até hoje querendo saber se realmente havia quatro tipos de queijo ali e quais seriam. A massa estava dura, e não al dente, o que podemos afirmar com certeza, pois a massa dos outros pratos estava de fato no ponto correto e, ainda assim, muito mais cozida do que essa.

A apresentação era sofrível, e o montinho de queijo parmesão em apenas um ponto indicava a falta de esmero na montagem do prato, que, sejamos sinceros, tinha um grau muito baixo de dificuldade. Diante disso tudo, na medida do possível, o prato não estava ruim, mas definitivamente não pediria de novo, pois não foi uma massa que deu gosto de comer, entendem? Faltava sabor…

Imagem

Rigatoni alla Boscaiola: rigatoni com molho de linguiça e cogumelos com creme de leite (R$36,00)

Os outros dois pratos da mesa foram do mesmo tipo, esse Rigatoni alla Boscaiola, que, de todas as opções que já experimentamos na casa, é a que mais gostamos. Mais uma vez, a falta de cuidado na montagem era evidente: enquanto um prato veio bonito e apetitoso, com muita linguiça e cogumelo, o outro veio assim, mais feinho. O aspecto mais marcante desse prato é, sem dúvida, o aroma divino dos cogumelos.

Se os cogumelos eram o ponto alto do prato, a linguiça decepcionava. Os poucos pedaços rosados de carne não contribuíam nada com o conjunto, nem no gosto nem na apresentação. A verdade é que a linguiça não tinha muito gosto, o que a tornava imperceptível quando reunida com os cogumelos. Honestamente, não sei se isso se deve ao tamanho dos pedaços, que eram muito pequenos, ou ao gosto da própria linguiça. De qualquer forma, as experiências anteriores com o Rigatoni alla Boscaiola do Est! foram mais recompensadoras.

Imagem

Tiramisù (R$14,00)

Pra fechar a noite, nada melhor do que confirmar o estereótipo de nossa refeição, pedindo a sobremesa que não pode faltar em todo restaurante italiano: tiramisù. Estava bem saboroso, com o gosto de café bem suave e a textura do creme no ponto certo. Muito melhor do que a Panna Cotta que experimentamos em outra ocasião, que não tinha sabor nenhum.

O Est! Est!! Est!!! é uma boa opção para um jantar um pouco mais em conta do que a média de preços praticada em BH. No entanto, a falta de regularidade da casa, tanto nos pratos, quanto no atendimento, faz com que seja melhor evitá-la em ocasiões especiais. Não vá sem reserva, pois vimos pessoas esperando em pé na porta por mais de hora…

Est! Est!! Est!!! Autentica Cocina Italiana: Av. Getúlio Vargas, 107, Funcionários – (31) 2526.5852

Anúncios

5 respostas em “BH: Est! Est!! Est!!! Autentica Cucina Italiana

  1. Pessoal, primeira vez que comento aqui, mas estou sempre de olho!
    Venho sempre em busca de indicações para saídas gastronômicas aqui em BH e adoro o tom de vocês! Fico sempre curiosa pra conhecer este ou aquele lugar…

    Tenho também dado uma olhada nos restaurantes indicados na VEJA Comer & Beber que acabou de sair! Já viram?

    Marquei minha saída de dia dos namorados no Elói Moreira, outra indicação que vi na Vejinha, e estou super ansiosa!

    Beijo pra vocês!

    • Oi, Nathália! Ficamos muito felizes com o seu o comentário, obrigado! :)
      Ainda não conseguimos comprar a nova edição da Veja Comer e Beber, mas já vasculhamos o site, rs. Achamos bacana que os resultados esse ano foram bem variados e com muitas novidades. É bom ver novos lugares crescendo e se destacando.
      Nós não gostamos muito de sair pra jantar em dia dos namorados, porque os restaurantes geralmente colocam menus fixos com preços exorbitantes, e as casas lotadas tornam a data um pouco impessoal. Por isso, costumamos cozinhar em casa, com mais intimidade pra curtir a data, hehehe.
      Ainda não conhecemos o Elói Moreira, mas pelo que li aqui, me pareceu uma boa escolha para a data. Já que é um lugar pequeno e mais reservado, penso que vocês não terão problema com o serviço ou a lotação. Esperamos que tenha um bom jantar! E volte aqui para nos contar o que achou, pra podermos ir depois! ;)
      beijos

  2. Olá Pessoal. Somos do Est! Est!! Est!!!

    Alguns pontos:
    O Couvert é individual. Se apenas uma pessoa pediu a quantidade é menor. Se todos pediram e foi insuficiente basta pedir mais que é sempre reposto. Os molhos não são racionados, mas servidos na quantidade que não exista desperdício. Normalmente volta um pouco de cada!

    O ponto da massa nos causa surpresa. Se os todos pratos são Rigatoni a massa foi cozida junta e retirada no mesmo ponto. Sendo impossível que a massa de um prato estivesse mais dura que a do outro prato. Além disso, o al dente italiano é bem firme mesmo, não cru, mas bem mais duro que o paladar brasileiro está acostumado.

    Sobre a montagem será passada pra equipe, embora nossa montagem seja extremamente simples. Ainda mais em pratos de massa curta e nas louças que que temos na casa não é possível uma montagem diferente. E como nossa comida é massa, e não comida francesa, deve sair rapidinho pra chegar bem quente à mesa. Nossa montagem é a de um restaurante italiano tradicional, nada de rebuscado. Tempo demais montando o prato arruína o 4 queijos, o Boscaiola, o Carbonara e todas as outras massas.

    A massa 4 queijos tem exatamente 4 queijos (pode visitar nossa cozinha e ver o preparo quando voltar à casa) Provolone, Gorgonzola, Taleggio (ou outro queijo semelhante (brie, asiaggo, bel paese, para dar textura) e parmesão. Acho impossível identificar o sabor dos quatros queijos no prato, pois eles se misturam e se cobrem.

    Sobre o Boscaiola usamos linguiça de excelente qualidade e em quantidade exata desde o primeiro prato servido. É um dos pratos mais vendidos e mais elogiados da casa. E a linguiça não é realmente o ingrediente principal. Os cogumelos sobressaem, justamente por seu sabor mais marcante.

    Sobre o atendimento tentamos sempre ser o mais atenciosos possível, mas dependendo do horário e da lotação podem acontecer algumas falhas, e por isso pedimos desculpa e garantimos que estamos sempre trabalhando para sempre atender com esmero.

    De qualquer maneira agradecemos a visita, as criticas positivas e negativas e a oportunidade de darmos nossa resposta.

    Est! Est!! Est!!!

    • Olá! Agradecemos a preocupação da equipe do Est! em esclarecer os pontos questionados no post e sua disposição em dialogar com os blogs da cidade. Nosso espaço está sempre aberto!
      Sobre o couvert, como dito no post, pedimos para três pessoas, tanto que a quantidade de pães veio maior por isso. No entanto, considerando que o couvert é individual, como você mesmo ressaltou, e que os pães vieram em maior quantidade por serem para três pessoas, os molhos deveriam ter seguido a mesma lógica e vindo em maior quantidade, para que fossem suficientes para os pães.
      Sobre o ponto da massa, não há muito o que dizer. Já estivemos tanto na Itália, quanto no Est! em outras ocasiões, e não questionamos em momento nenhum o ponto regular de vocês, que é o al dente. Todavia, parece que o impossível aconteceu, e, enquanto dois pratos vieram com a massa al dente, um deles veio com a massa dura, num ponto bem diferente dos outros, como dito no post. E todos na mesa puderam comprovar a diferença entre as massas, de modo que podemos afirmar, com certeza, que não foi uma questão subjetiva ou de falta de costume com o ponto, e sim um erro na execução.
      Quanto à montagem, é claro que um prato de massa terá uma montagem mais simples do que um francês mais rebuscado. Mas você há de concordar conosco que o rigatoni de quatro queijos não causava uma boa impressão com esse montinho de parmesão no cantinho, né?
      Sobre o Boscaiola, como dissemos no post, é o nosso preferido da casa, pedido em todas as vezes em que lá estivemos. Só que, das outras vezes, achamos melhor do que dessa última.
      Mais uma vez, agradecemos sua disposição em dialogar.
      Abraço

  3. Pingback: BH: Maurizio Gallo | COZIDO MISTO

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s